<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

janeiro 22, 2008

novo episódio da minha novela

cuf das descobertas às 18h00. sou finalmente atendida pela especialista de reumatologia. tem a minha idade e não aceitou o relatório do ipo como sendo conclusivo. "preciso de mais dados, para poder passar uma certidão a dizer seja o que for."
mas passa-me uma merda de um medicamento que não pode ser tomado em conjunto com pílulas anticoncepcionais - que eu disse tomar - nem por pessoas com patologias cardíacas genéticas - como é o meu caso! fascista!
"vou-lhe passar um anti-inflamatório em combinação com um medicamento que vai proteger o estômago de irritações provocadas pelo anti-inflamatório."
"e não existem medicamentos biológicos que eu possa tomar...?"
pronto! para ela, foi claramente uma piada, porque desatou a maldizer tudo o que é terapia alternativa e/ou complementar, assim como medicamentos homeopáticos. só se salvou a hidroginástica.
preciso de um médico que esteja vivo no século xxi e não agarrado a dogmas!
de preferência, que saiba falar e que não se julgue possuidor de um conhecimento divino.