<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

agosto 16, 2009

ler somerset maugham é como chegar a casa e descobrir que afinal a parede da sala não era bem azul e sim verde: quando o li pela primeira vez (14 anos: o fio da navalha, livros do brasil, 1967), o mundo ganhou nova dimensão, e a empatia que senti com as personagens deixou-me francamente deslumbrada. dez anos mais tarde, li of human bondage e as ligações intrincadas entre as figuras que ele imaginou mas não completamente levaram-me a considerar esta obra como o expoente sacrossanto deste autor.
agora estou a ler uma colectânea de contos, far eastern tales: delico-doce é como melhor consigo descrever a escrita de somerset maugham, e como fica aquém da realidade da mesma.

Etiquetas:

Blogger gonca disse...

Pois é, "Of human bondage" é o livro que me mostrou que o amor é uma escravidão pura e insensata, e é por isso que é maravilhoso. Sugiro-te que leias "Cakes & Ale", vais adorar a ousadia da personagem principal. Bjo grande.

22/8/09 22:37  

diz ...