<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

julho 13, 2005

Bibian Norai

O sexo é a minha vida, gosto muito do que faço, e faço-o sentindo. Tento sempre ser eu-mesma, seja trabalhando como actriz ou como realizadora. Nunca enganei ninguém, sempre assumi a minha profissão. Agrada-me fazer o que faço o melhor que sou capaz e gosto de pensar que chego aos outros com verdade. Há muitas pessoas nesta profissão que não funcionam assim e isso vê-se nos olhos [o olhar baço]. Há um erro muito comum neste negócio, e que é o de haver muita gente a fazer isto apenas por dinheiro. Tens de poder pôr paixão naquilo que fazes, caso contrário jamais o farás realmente bem. Há muitas raparigas que entram neste mundo primeiro porque precisam de ganhar dinheiro, e depois porque acham que esta pode ser uma plataforma para se tornarem modelos ou actrizes. Isso é um erro terrível, porque essas expectativas serão evidentemente frustradas. É um equívoco.
Acho que vou trabalhar nesta área do erotismo e do sexo até morrer. Seja a escrever filmes ou a participar em programas de televisão. Sou uma pessoa de muitos recursos criativos. O erotismo e a pornografia caminham juntos desde o princípio dos tempos. A diferença depende unicamente do grau de repressão. Estabeleceu-se que a pornografia é quando existe penetração, ou quando podes ver uma vagina aberta. Mas a carga erótica não depende disso. Na história da Pintura há obras eróticas e pornográficas. Um outro exemplo é o Kamasutra, que não é considerado pornografia... A Arte protege-nos da repressão. Há esculturas que são claramente pornográficas. Os matizes são os de quem pretende reprimir. Se o sexo, se as diferentes práticas sexuais fossem aceites, seriamos todos mais livres.
Seja como for, acho que toda a gente deveria ter a liberdade de aceder a todo o tipo de informação, incluíndo a pornografia. Não creio que o facto de vivermos em sociedades com uma forte herança católica, como Portugal e Espanha, torne as coisas assim tão mais difíceis... A verdade é que quando as pessoas se dão conta de que exerces a tua profissão com seriedade, de que és uma empresária, de que ganhas dinheiro, dão-te o estatuto e acabam por te respeitar. O desprezo que a sociedade por vezes mostra em relação a nós tem sempre o seu contraponto - a veneração. Quando és um bom actor, quando te entregas e fazes o teu trabalho com honestidade, não importa que falem mal de ti. O importante é que falem. Sim, assumo completamente aquilo que faço. Perante os meus pais também. Mas não, não gostaria de saber que o meu pai esteve a ver filmes meus. Tenho pudor, e não tenho quaisquer fantasias com o meu pai, entendes?

[via http://lecumedesjours.blogspot.com/]