<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

julho 10, 2005

das pessoas que encontro...

i. uma miúda de 14 anos, claramente grávida, senta-se no espaço infantil a ver o filme do noddy; os pais vêm com o objectivo de lhe comprar um guia sexual para a "ajudar a orientar-se".

ii. aguardo o meu comboio na estação: dia de folga, pássaros a chilrear, cheira-me a verão. um homem senta-se ao meu lado, fala ao telemóvel, escreve no pda, desliga e virando-se para mim, sai-se com um "eu conheço-a. fiz uma encomenda de um livro e vocês ainda não me disseram nada." eu, de sorriso inabalável, mantenho-me em silêncio, sem desviar os olhos dos dele, que acaba por dizer "realmente eu não devia estar a perguntar-lhe isto, você nem me conhece... passam lá tantas pessoas e nem sequer está a trabalhar, que falta de educação a minha." respondo, tranquila e segura: "de facto, ainda bem que reconhece isso, porque há muita gente que, aparentemente, acha que, estando de folga e sem os instrumentos de trabalho necessários, eu devo querer e saber dar uma resposta relativa a uma encomenda de alguém que nem sequer conheço."

iii. no 1º comboio que tenho de apanhar, um velho a cheirar a morto empesta toda a carruagem.

iv. no 2º comboio que tenho de apanhar, um miúdo a fumar ganza atrás de ganza empesta toda a carruagem.

v. miúdas que parem cachopos atrás de cachopas, sem noção da responsabilidade.