<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

maio 11, 2008

c: o q me parece óbvio é q tiveram de existir platões e agostinhos antes de kierkegaards... se n tivesse existido, e se as suas teorias n tivessem sido discutidas e postas em causa, n teríamos chegado à compreensão do ser humano como hoje a temos [...]. toda a nossa sociedade actual e a informação como ela é transmitida e interpretada foi moldada pela filosofia ocidental, pelo que, sendo reflexo da mesma, n te cativa nem um pouco. pelo contrário, é repulsiva. n deveria cativar ninguém. eu deixei mesmo de acreditar em filósofos
r: tb nao sei se é bom generalizar
c: filosofias não... tenho em consideração o budismo... que me recorde, é a única... mas reconheço o valor das primeiras considerações filosóficas, por exemplo dos gregos e dos medievais... e uma pessoa inteligente sabe, com certeza, interpretar essas filosofias sem ser numa perspectiva de "seguidismo" quasi mistico-religioso. não sigo filósofos individuais, não acredito nisso. pq são ideias que surgem de vicissitudes individuais ... são individualismos, por assim dizer e não podem ser aplicados indiferenciadamente à população
r: faz sentido
c: e o facto de aceitar a existência de diversas filosofias, permite-nos compreender, por exemplo, diferentes tipos de poesia... é sempre preciso considerar a filosofia, qq q ela seja no seu contexto historico-social, senão n faz sentido a existência ou mesmo o aparecimento da mesma.
não posso negar a existência do existencialismo, senão teria de negar todo o cinema francês. e compreendo melhor o cinema francês quando leio coisas da beauvoir ou do sartre ou mesmo do kierkegaard, mas n estendo o existencialismo a toda a minha experiência, porque seria um desgaste muito grande na própria filosofia e sobretudo, negaria tudo o resto que me é próprio, que faz parte da minha experiência
r: pois
c: compreendes o q quero dizer, n é verdade?
r: quanto mais se deixa entrar uma qqr filosofia mais se cede em controlo e liberdade
c: exactamente
r: damos razões e obedecemos a regras
c: portanto, manter uma certa distância e sermos críticos é n só aceitável, como preferível ... a filosofia só tem o peso que uma pessoa imagina que ela tem ... e isto agora foi profundamente budista! hehe
Blogger Tiago Franco disse...

Nem uma notinha sobre o Jesus Cristo?...

11/5/08 23:45  
Blogger cassandra disse...

não coube no contexto da conversa. além disso, os media convencionais já lhe dedicam tempo suficiente.

13/5/08 00:01  
Blogger Salsa Latrina disse...

então e posts com mamas?

20/5/08 02:29  
Blogger tagarelante disse...

acho giro qdo encontro a palavra "acreditar" perto da palavra "filosofia". Não me faz mt sentido, em termos de filosofia, "acreditar" em alguma coisa. Em termos de filosofia, a "coisa" ou me faz sentido (lógico) ou não faz...

quanto ao mantermos uma certa distância e sermos "críticos", achei que isso era a essência da filosofia...

tudo isto para - desculpa a intromissão e algum "peneirismo" - dizer que... bom... o teu post n me faz mt sentido pq, para mim, parte de uma série de pressupostos errados.

quanto ao comentário do tiago franco... ou voces estão mt a frente ou eu estou mt atrás (o q vai dar no mesmo, ja sei) mas n percebi pq teria q haver uma nota sobre o J.C.

:s

;p

27/5/08 11:20  
Blogger cassandra disse...

infelizmente, há quem adira a uma qualquer filosofia como se de uma nova moda se tratasse. a conversa - e o post - era sobre isso. daí o "acreditar" junto de filosofia, porém o uso que dou ao verbo é bastante incomum e provavelmente ligado ao pensamento grego. concordo plenamente quando dizes que a crítica é a essência da filosofia e obviamente também não acho que jc devesse ser mencionado, mas ando a tentar não ser bruta com quem aqui vem.
quanto aos pressupostos errados, é muito provável que os haja, só estudei filosofia no 12º ano e numa série de cadeiras de estudos clássicos: diz-me quais são e tentarei leituras que os corrijam.

27/5/08 20:24  

diz ...