<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

junho 15, 2006

o homem e o trágico i

entre as diversas formas pelas quais se manifestou a expressão literária grega, interessa-me o género trágico, pelo que tem de poético, de reflexivo e de vital. é irreversível a perda da música e da dança, mas os textos que sobreviveram têm muito para dizer.
eurípides suscita-me uma curiosidade maior do que os outros tragediógrafos, talvez por causa das críticas que se teceram sobre a sua obra, críticas de schlegel e de nietzsche, entre outros.
mas a condenação da consciência como imprópria da arte e do artista pela estética romântica é francamente incómoda e pessoalmente repulsiva [nota bene: eu não percebo nada de movimentos literários, nem pretendo saber mais do que o nada que sei que, aliás, me foi explicado por outra pessoa há uns anos bons].
perante a necessidade de uma arte consciente e de artistas conscientes, fixei o meu olhar em eurípides. ao terminar a leitura d'as troianas, decidi ir para estudos clássicos. um pouco idiota, eu sei, mas estava decidida.