<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

novembro 30, 2007

são estudantes ou são bestas?

foi pena terem proibido a bosta!

...é o novo título deste post, porque eu não poderia ficar indiferente ao calor do comentário da pessoa que se identificou como "1".
vamos por pontos:
i. a informação que postei encontra-se disponíveis na agência lusa, assim como nos diversos jornais diários e semanários, quer em notícias actuais (devido à intervenção cirúrgica) quer em arquivos;
ii. eu não disse que o rapaz de 20 anos acabadinho de chegar à esac era caloiro; disse que tinha 20 anos - confere - e que era acabadinho de chegar à esac - confere: a quem lá anda há menos de 4 anos e tem a juventude toda pela frente é aplicável a expressão acabadinho de chegar;
iii. acredito sinceramente que 98% do pessoal da agrária de coimbra seja do mais porreiro que há neste país (viva as associações de estudantes de coimbra, as únicas verdadeiramente lutadoras e imbuídas de espírito académico, bons tempos esses da festa até ao raiar do dia, já lá não vou desde 1999), mas a bosta era o que se atirava à cara de pessoas acusadas pela inquisição, quando subiam ao estrado dos autos-de-fé - é medieval e nós estamos no século xxi e sim, eu acho HUMILHANTE;
iv. parece-me é que a existência de incidentes deste género - não me interessa se o rapaz já fez parte da comissão de praxe ou mesmo se andou a praxar naquele dia, as praxes têm de ser seguras para todos! - mina o significado da verdadeira PRAXE.

a esac - como todas as instituições académicas de coimbra - é um motivo de orgulho para a cidade e para os estudantes, e têm de ser preservadas as tradições e a brincadeira porque é isso que ilumina a vida de estudante.
mas não a qualquer custo.

n.b. não gosto do uso de maiúsculas - e prometo que não torno a usá-las - só que, aqui, pareceu-me melhor recorrer a elas.

*********************************************************************
post original

um rapaz de 20 anos, acabadinho de chegar à escola superior agrária de coimbra, sofreu, durante a praxe, um traumatismo vértebro-medular, resultando em tetraplegia (incapacidade de articulação dos membros superiores e inferiores).
foi operado esta manhã, numa tentativa de, pelo menos, manter fixa a fractura da coluna cervical.

este é só mais um caso de praxes «inofensivas e integradoras» que se fazem cá no nosso país.
quero dizer, seria de pensar que integrassem o estudante no bom caminho académico e porque não profissional, e não numa ala de hospital sem perspectivas e desiludido com os novos amiguinhos da esac. todos os anos acontece qualquer coisa grave em quase todas as praxes e, no entanto, há sempre maneira de calarem ou minimizarem os acontecimentos, até caírem no esquecimento ou no preparado diluído pela memória colectiva tão curta das gentes urbanas.

o que mais me irrita no pessoal que praxa desta forma irresponsável é a total ausência de respeito pelo indivíduo, assim como a arrogância das suas atitudes.

por favor, não apoiem este tipo de praxe.
por favor, não tolerem a falta de respeito.
estas bestas têm de ser punidas pelas suas acções.
Blogger 1 disse...

...quem nao sabe o que diz...devia estar calado!O rapaz é do 3º ano...nao é caloiro.Alias...segundo o que sei ja foi presidente da comissao de praxe...ele foi de livre e espontanea vontade...sou caloiro...e o espirito de praxe na agraria de coimbra é o melhor que ha.Foi pena terem proibido a bosta!...E na agraria ninguem humilha ninguem...os que humilham ou violam fisicamente os caloiros devem ser punidos...isso nao sao pRaxes....tal nao acontece na agraria...PRAXE...nao é sinonimo de perigo para a saude...praxe é sinonimo de convivio e integraçao...Viva a agraria.

30/11/07 20:18  

diz ...