<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

setembro 25, 2007

anime da discórdia

sailormoon.
eu compreendo. sailormoon? ?
sim, claro que compreendo.
fez parte da nossa infância ou adolescência. todas no liceu queriam ter um ceptro brilhante e gritar no pátio "pelo poder da lua" e chamar o rapaz dos seus sonhos de "mascarado", com a vozinha tremida de cana rachada.
o que não compreendo é que, hoje em dia, miúdas que começam a apreciar anime e que gostam de fazer cosplay (em portugal), continuem a admirar aquela idiotice de anime!
fazia sentido, na altura em que passou pela primeira na tv portuguesa, gostar: tinha miúdas com mamas que se semi-despiam sempre que achavam que alguém ou alguma coisa estava em perigo e a kitschness de todos os elementos daquela série era demasiado forte para não nos rendermos a ela.
mas agora, em 2007, com animes fabulosas, desde o poderoso flcl - furi kuri que poucos conhecem até ao actualíssimo darker than black, porquê ver uma série cujo nível de entretenimento é equiparável ao de uma partida de ténis de mesa em que um dos jogadores conta piadas o tempo todo e o outro inventa histórias para enriquecer a sua vida?

Etiquetas: