<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

abril 11, 2005

friedrich nietzsche 2

vede o ar pálido e envergonhado que a lua adquire perante a aurora!
porque já surge a aurora, inflamada; vem cheia de amor pela terra. o amor do sol é sempre inocência e desejo criador.
vede como acorre impaciente do outro lado dos mares. não sentis a sede e o cálido alento do seu amor?
quer beber o mar e fazer subir até ele todas as profundezas, e o desejo do mar ergue para ele os seus mil seios.
ele quer ser beijado e aspirado pela sede do sol; quer tornar-se brisa e altura e caminho de luz, e mesmo luz.

friedrich nietzsche, assim falava zaratustra, livro ii
Blogger cassandra disse...

é caso para duvidar... que droga andava ele a tomar?

11/4/05 22:50  
Blogger zibl disse...

N. tomava regularmente "cloral", produto farmacêutico à base de ópio, para os males de enxaqueca, insónia e digestivos...

Ocorre-me que as melhores intuições do "feminino" em N. surgem não quando ele verbaliza opiniões sobre as mulheres, onde pode soar... platonicamente afadistado, mas quando discorre sobre o papel do poeta e do filósofo...

12/4/05 15:26  

diz ...