<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

maio 24, 2005

o carneiro ii: trabalho

contratar um carneiro pode ser o gesto mais inteligente que já fez ou a maior dor de cabeça que já teve, dependendo da forma como orientar este míssil inflamável e mal guiado. orientá-lo para um trabalho rotineiro das 9h às 17h é a direcção errada. de começo, ele pode ter um desempenho excelente para o impressionar, mas não tardará a ficar agitado e infeliz.
e dar-lho-á a entender de formas inequívocas, como entrar um pouco mais tarde todos os dias, levar tempo a mais para almoçar, ou escrever as suas cartas pessoais nas horas de serviço. tudo isto são sinais de perigo de que o seu empregado carneiro não está satisfeito. ele continua a ser extremamento valioso para a sua empresa, mas aborrece-se, e quando o carneiro se aborrece, as suas virtudes depressa ficam soterradas sob os seus defeitos.

in linda goodman, a personalidade do carneiro (lx, presença, 2005)
Blogger extrapolar disse...

só os pastores con(tra)tam carneiros. Como poderiam eles existir sem o negócio da tosquia?

24/5/05 23:04  
Blogger cassandra disse...

explica-te.

24/5/05 23:15  
Blogger extrapolar disse...

hoje, 24, aniversariam alguns carneiros que se distinguem entre si. Uma obliquidade os percorre, mas assinam graus de diferente criação: desde a auto-gestão ao seguidismo, passando pela necessidade do espiritual, do comprazimento em não d'existir em cima de um pastor que não é piazzola

24/5/05 23:21  
Blogger cassandra disse...

ontem, 24 de maio, carneiro???
em que planeta?

25/5/05 11:50  
Blogger cassandra disse...

e os carneiros não seguem, lideram!

26/5/05 11:03  

diz ...