<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

abril 05, 2007

dito isto...
não quero deixar de
falar sobre anime: kanon



a série anda à volta de yuuichi e das suas memórias, aquelas que ele guardou bem no fundo de si e não sabe como encontrar. yuuichi é um instrumento e um jogador.
desde miúdo que ele anda de rapariga em rapariga, não exactamente com segundas intenções, mas sempre carinhoso e preocupado. e no entanto, yuuichi acaba por as deixar em momentos dolorosos, com questões não resolvidas que são transportadas para o presente.
e no presente, ele procura satisfazer cada vontade de cada uma das raparigas, e à medida que as relações se vão aprofundando, yuuichi vai começar a descobrir detalhes, reminiscências, que se conjugam e se completam nos 3 episódios finais, intensos e trágicos, no verdadeiro sentido original da tragédia grega.
só aí é revelada a história de ayu, só aí percebemos realmente a doçura de yuuichi: como o trauma consegue paralisar emocionalmente uma criança mas ainda assim, vermos como é possível, com persistência e afecto, conseguir ultrapassar o trauma.
emocionei-me.

Etiquetas: