<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6455201\x26blogName\x3dsomatos+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://somatos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://somatos.blogspot.com/\x26vt\x3d-4926936997051577480', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

novembro 09, 2006

faltei ontem ao trabalho porque não conseguia sair da cama. não sei se é um vírus que anda por aí a colher dados sobre as fraquezas químico-biológicas dos seres humanos. o médico disse que, provavelmente, será uma gripe ou, caso, no espaço de 3 dias, eu não apresente corrimento nasal ou tosse, uma pneumonia. mas a verdade é que conheço imensas pessoas que, normalmente, não ficam doentes com frequência - eu era uma delas - mas que, durante este ano, já tiveram praticamente todas as maleitas de origem viral.
eu culpo o detrimento da qualidade ambiental e consequentemente o aquecimento global e seus danos no planeta.
se não tomarmos as atitudes certas já, em breve estaremos todos doentes o tempo todo, um pouco por todo o lado.
parece-me compreensível que, nalgumas zonas da terra, venham a ser - de facto, isto já acontece - os desastres naturais a causa de um baixo um índice de produtividade laboral, enquanto que, noutras, as doenças encarregar-se-ão desse papel - e isto também já acontece.
por isso é que temos de respirar fundo e assumir a responsabilizade pelo que tem sido feito ao longo dos últimos 50 anos. não quero saber dos culpados, mas quero poder ajudar a emendar estes erros, na medida do que me for possível.